Vinho tinto para amenizar os efeitos da menopausa?

As mulheres que estão na menopausa e enfrentam os sintomas desse período já têm um motivo para sorrir. Há algum tempo, especialistas dizem que dois copos de vinho diariamente ajudam a amenizar muito os incômodos da menopausa.

Um estudo mostrou que o vinho, quando aliado a uma dieta saudável, auxilia as mulheres a se livrarem dos sintomas da menopausa e aumentar a densidade óssea, que diminui muito nesse período, já que a diminuição do hormônio estrogênio está ligada a isso.

Os benefícios do vinho

Apesar de não substituir o estrogênio, o vinho tinto é considerado um fito-estrogênio, que age de maneira atenuante nos sintomas da menopausa.

Além disso, ele age como um antioxidante, reduzindo a ação de radicais livres e auxilia a controlar a pressão arterial. Na menopausa, essa característica ajuda a controlar as ondas de calor e a vermelhidão no rosto, causado pelo fluxo intenso do sangue que ocorre durante os fogachos.

Para finalizar, um problema comum da menopausa é o aumento de peso, e o vinho ajuda muito nesse caso. Isso ocorre, pois ele influência no aumento na produção de adiponectina, uma substância responsável pela queima de gordura corpórea.

Suplemento natural

Além do vinho, alguns nutrientes são necessários para evitar as doenças comuns na menopausa. Uma alternativa é o Active Woman Plus.

Active Woman Plus possui óleo de prímula, gérmen de soja, óleo de linhaça, ômega 3 e ômega 6 em sua fórmula, sendo muito  recomendado para as mulheres na pós-menopausa.

E você, gostou das dicas? Acesse o blog Saudável e Feliz e tenha mais informações sobre menopausa e saúde no geral.

Pós-menopausa e suas mudanças no corpo feminino

Na menopausa, muitas mulheres têm de lidar com vários sintomas desconfortáveis, como: calorão, dores nas articulações, insônia, fadiga, osteoporose, ansiedade, secura vaginal, depressão, boca seca, incontinência urinária, esquecimento, tontura, dor durante a relação sexual e mais uma lista imensa deles.

Entendendo melhor as fases femininas

I. Menarca: é caracterizada pela primeira menstruação feminina;

II. Pré-menopausa ou climatério: este período pode se iniciar até 10 anos antes da menopausa. Neste período, os sintomas já começam a aparecer, mas a mulher continua fértil, com a menstruação desregulada;

III. Menopausa: fim dos ciclos menstruais. Nesta fase a mulher já não é mais fértil;

IV. Pós-Menopausa: os sintomas da menopausa continuam, porém, o corpo tende a se adaptar, tendo uma sensação menor de incômodo, mesmo com uma queda hormonal cada vez maior.

O que acontece com o corpo depois da menopausa?

A pós-menopausa geralmente ocorre no período em que a mulher já está na terceira idade. Estudos feitos por acadêmicos da Universidade de São Paulo indicam que o nível de obesidade abdominal (relação entre as medidas da circunferência da cintura e do quadril) é alto em mulheres que estão passando por este período. Isso se deve ao sedentarismo e à má alimentação.

A osteoporose também é muito comum na menopausa, pois, os ossos não possuem mais a mesma força e as mulheres passam a perder em média 1% de massa óssea ao ano.

O cálcio é extremamente necessário para manter o vigor ósseo. Quanto mais cedo a osteoporose for tratada, mais eficaz será o resultado, evitando as fraturas ósseas, de acordo com pesquisas feitas com universitários da PUC.

Suplementos naturais

Alguns nutrientes são extremamente necessários para evitar as doenças comuns na menopausa. Os suplementos naturais são ótimas alternativas neste processo.

O Active Woman Plus possui óleo de prímula, gérmen de soja, óleo de linhaça, ômega 3 e ômega 6 em sua fórmula. Este suplemento muito é recomendado por mulheres na pós-menopausa.

As dicas foram boas para você? Acesse o blog Saudável e Feliz e tenha mais informações sobre os períodos da menopausa e como lidar com cada um deles.

Menopausa precoce: causas, efeitos e tratamentos

Você já ouviu falar em menopausa precoce? Pois é! Muitas mulheres não sabem, mas elas podem entrar na menopausa mais cedo, com 40 ou até mesmo 30 anos, sendo que a faixa etária comum para o fim dos ciclos menstruais é a partir dos 45 anos.

Menopausa Precoce e Climatério

A menopausa precoce pode ocorrer devido a fatores genéticos, infecção por algum vírus muito resistente ou se foi feito algum tratamento de câncer, como quimioterapia e radioterapia. Sendo assim, a fertilidade feminina chega ao fim de forma antecipada.

Algumas mulheres confundem a menopausa precoce com o climatério, mas, ambos não são a mesma coisa. O climatério é o período que acontece antes da menopausa, onde as mulheres começam a sentir sintomas como: fogachos (sensação de calor intenso), tonturas, distúrbios no sono, ansiedade, depressão, falta de memória, ganho de peso, dentre outros. Neste período, a menstruação não chega ao fim, ela apenas fica desregulada e a mulher continua fértil.

Como Tratar a Menopausa Precoce?

– Exercícios físicos: eles são essenciais no tratamento da menopausa, pois, além de aumentar a resistência corporal, ainda trazem uma sensação ótima de bem-estar.

– Alimentação saudável: Costuma se alimentar de forma incorreta? Come muitos alimentos industrializados? Cuidado! Isso pode prejudicar o seu corpo e piorar os sintomas. Frutas, legumes e verduras auxiliam na redução das sensações incômodas.

Suplementos naturais: essa é uma ótima alternativa para quem tem a vida corrida ou para quem procura algo mais prático, pois, os suplementos naturais possuem os nutrientes necessários para manter o corpo saudável e podem ser levados para qualquer lugar, já que cabem na bolsa. Muitas mulheres na menopausa indicam o Active Woman Plus, que é um produto que possui em sua fórmula Óleo de Prímula, Óleo de Linhaça e Gérmen de Soja, além dos Ômegas 3 e 6.

Gostou das dicas? Coloque-as em prática no seu dia a dia e seja uma pessoa mais Saudável e Feliz.